A aventureira Karina Oliani, a brasileira mais jovem a escalar o Monte Everest, e o fotógrafo Andrei Polessi, lançaram uma campanha de financiamento coletivo no Catarse com o objetivo de arrecadar R$ 85 mil para desenvolver um livro com fotografias que retratem a diversidade e a beleza da região do Everest, na fronteira entre o Nepal e a China, e sirvam como registro antropológico cultural.

Foto: Andrei Polessi/Divulgação

Além do livro, a dupla irá destinar parte do valor para a construção de uma escola no Nepal, com capacidade para 100 crianças. A ação faz parte do projeto batizado de Dharma.

Especializada em medicina de emergência e resgate em áreas remotas, Karina já atua com projetos voluntários na região desde 2010, quando passou três meses em um acampamento base do Everest. A partir daí a jovem paulistana já contribuiu para levar água encanada, saneamento, bem como seus conhecimentos como médica, a comunidades do Nepal. No total, Karina acumula cerca de um ano de permanência no país, que lhe rendeu mais de 5 mil negativos com as mais variadas imagens e retratos.

Idealizador do Dharma Project, Andrei usou sua paixão pela fotografia para criar uma espécie de diário, que conta sua experiência, por meio de imagens, de cada país que visitou. Ao todo, Andrei já visitou mais de 25 países, mas foi no Nepal onde encontrou a chance de fazer a diferença. O livro, que contará com 176 páginas, será o diário histórico de sua passagem pelo país.

A campanha já arrecadou mais de R$ 37 mil. A expectativa é alcançar R$ 85 mil até dia 14 de novembro.

Em abril deste ano, um terremoto de magnitude 7,8 na escala Richter devastou o Nepal e o norte da Índia, deixando milhares de mortos e feridos. Ao todo, mais de 4,6 milhões de pessoas foram afetadas pelo maior abalo sísmico registrado na região, em 80 anos.

Para contribuir com o projeto, acesse www.dharmaproject.com.br. A cota mínima é de R$ 30 e o colaborador ainda levará brindes pela ajuda.

Be Sociable, Share!